DISCURSO DO LUSSA EM 2012 - DIA DA MULHER

10.03.2014
 

 Dia internacional da Mulher

Comemorar a data do dia 8 de março requer muita reflexão.

A data hoje celebrada teve início no século 19, quando mulheres no uso de seus direitos de cidadania, ainda não reconhecido na época, manifestaram o desejo de melhores condições de trabalho e igualdade de direitos.

Só no século passado, século 20, a data do dia 8 de Março foi reverenciada, pelas Nações Unidas, em homenagem as mulheres, como Dia Internacional da Mulher.

Aqui no Brasil em 1932, as mulheres brasileiras conquistaram direitos trabalhistas, o direito ao voto e a cargos políticos do legislativo e executivo.

Retomando agora da capital Federal, pude respirar o mesmo ar que a Chefe da nação brasileira, Presidente Dilma Rousseff, uma mulher.

Uma conquista das mulheres? Não. De todos nós brasileiros.

Em nossa bela e querida Orleans, um decreto do legislativo no ano de 2005, instituiu para esta data, uma sessão solene do Dia Internacional da Mulher.

E nesta casa, destacamos o trabalho de mulheres que com garra e determinação dedicam-se a fazer do trabalho da vereança, um trabalho sensível às causas sociais de forma mais humanizada, condição peculiar às mulheres.

Para este ano o tema escolhido para esta sessão solene é Saúde da Mulher, uma abordagem que requer compromisso e comprometimento de toda a sociedade.

Conscientizado a mulher à cuidar de sua saúde e assim proporcionar e propagar aos que a rodeiam mais felicidade.

Porém não é hora de fazer constatações históricas e sim prestar uma homenagem.

Prestar uma homenagem na condição de cidadão orleanense e chefe do executivo.

Como cidadão, homem comum, desejar felicidades, conquistas e êxito às mulheres orleanenses. E as que aqui vieram construir seus lares e suas carreiras profissionais.

Como prefeito em exercício dizer do nosso compromisso em trabalhar arduamente para oferecer às mulheres e suas famílias um município que atua em prol do bem estar da população orleanense, termo feminino que combina com as nossas homenageadas.

Disse no início que falar de mulher, da mulher requer muita reflexão, devido as múltiplas facetas deste ser que de tão frágil é muito forte.

Seria fácil recitar poesias prontas ou até entoar canções dizendo palavras bonitas, coisa que não me atreveria, pois não sou nenhum Roberto Carlos.

Mas para traduzir minha emoção falo com o coração, parabenizando a todas as mulheres.

E neste momento peço licença a todos para fazer uma homenagem a minha Mãe Dona Carolina, mulher de fibra, coragem, mulher orleanense, que nos deixou há um ano. A sua benção Mãe.

Parabém mulher ORLEANENSE.

Muito obrigado.

Discurso proferido por José Carlos Lussa Librelato, em sessão solene da Câmara de vereadores de Orleans, em Homenagem ao Dia Internacional da Mulher no ano 2012.