NOTÍCIAS

Confira as últimas notícias Librelato

16.10.2020

Fumaça nas rodovias? Saiba como prevenir acidentes

Dirigir é uma profissão que carrega naturalmente algumas adversidades diárias. Quando falamos no Brasil, além da baixa segurança e das condições variáveis da estrada em cada região, as queimadas são bem preocupantes atualmente.

O Mato Grosso e o Pará fazem parte dos estados mais afetados por queimadas nessa época do ano, havendo também muitos casos em Rondônia e Mato Grosso do Sul.

Nas regiões mais áridas, com elevadas temperaturas e baixa umidade relativa do ar, a propagação dos focos de incêndio ocorre em maior escala, podendo ser gerado por causas naturais ou humanas.

Além de um grave dano ao meio ambiente, a fumaça originária do fogo nas rodovias prejudica o trabalho dos caminhoneiros e gera certa insegurança, reduzindo a visibilidade e elevando os riscos de acidentes.

Pensando nessa necessidade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) orienta motoristas sobre cuidados diante de fumaça na rodovia.

De acordo com a própria PRF, nessa época com o tempo seco os incêndios às margens das rodovias são constantes. Não são raros os momentos em que o motorista se depara com cortinas de fumaça, algo que aumenta a possibilidade de uma colisão traseira.

Diante de situações como essa, a PRF apresenta as seguintes orientações:

1 º – Não acenda o farol alto do veículo, pois a luz alta pode ofuscar os motoristas que vierem em sentido contrário. Lembre-se que o uso do farol baixo aceso nas rodovias já é obrigatório desde 2016;

2 º – Nunca pare na rodovia ou no acostamento em locais de baixa visibilidade. Caso não tenha confiança para atravessar a cortina de fumaça, pare bem antes e com cautela, em local onde possa ver e ser visto;

Caso adentre a fumaça e não tenha visibilidade, oriente-se pelas linhas do solo, que delimitam o acostamento, para não invadir a faixa contrária. Caso esteja no meio, jamais pare dentro da cortina de fumaça;

3 º – O pisca alerta deve ser usado somente caso estiver parando ou na pensando em parar. Atravessar a cortina de fumaça, ou trecho com chuva intensa, com o pisca alerta ligado, pode causar confusão nos outros motoristas, que poderão pensar que seu carro está parado, fazendo com eles também parem, gerando o risco de colisões traseiras;

4 º – Para evitar que a fumaça entre no seu veículo, feche as janelas e ligue o ar condicionado no sistema de recircular o ar de dentro do veículo.

Lembre-se: a prevenção de acidentes começa antes de pegar a estrada. Ao planejar uma viagem, verifique se o sistema de iluminação está funcionando perfeitamente. Troque os pneus que estiverem lisos e faça a revisão dos freios e da suspensão. Evite multas e acidentes.

Os caminhoneiros também devem ficar atentos aos riscos de acidentes com animais silvestres que aparecem nas estradas fugindo dos incêndios. É importante estar preparado para todos esses tipos de situações.

Embora a queimada seja um fenômeno natural muitas vezes, sua evolução passa por alguns estágios. Primeiro ocorre à ignição, depois as chamas, que se espalham em brasas até que sejam extintas.

Todos os estágios variam, além das condições do tempo, como temperatura, umidade relativa do ar e vento, como o tipo de material que é queimado.

Por isso, além de não contribuir com as práticas ilegais mencionadas anteriormente, é preciso tomar cuidado caso veja um foco de incêndio se formando.

Para mais informações, acesse: https://bit.ly/3d6eaLb